“Celestina Antes da Madrugada” de Reinaldo Arenas

reinaldo-arenas

Julgo que a época mais fecunda da minha criação foi a infância. (…) Embora houvesse sempre muita gente em nossa casa, para preencher aquela solidão tão profunda que sentia no meio do barulho, povoei todo aquele campo de personagens e aparições quase míticas e sobrenaturais. Estas palavras de Reinaldo Arenas dizem-nos que Celestino, a criança desta história, não é outro que não a sua alma gémea. Para Celestino, a sua casa é também um endiabrado exame; tão pouco a mãe e os avós compreendem porque razão não pára de escrever por todo o lado, inclusivamente nas folhas das árvores; também com ele gritam e o ameaçam ao mesmo tempo que se fustigam entre si. Por alguma razão o narrador, quando assoma ao poço da casa, vê Celestino reflectido. Ambos gostam de povoar o mundo que os rodeia de fantasmagóricos espíritos, seres e factos extraordinários, que habitam também os seus escritos, refúgio da sua pobre, insuportável realidade.

in contracapa das edições Ambar.
Preço: 19,15€.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s